Manusear uma agulha em tecido exige habilidade e coordenação motora, mas realizar um bordado coletivo exige paciência, capacidade de trabalhar em grupo e muita concentração . É incrível como uma simples proposta de trabalho desperta no aluno o desejo de aprender algo novo, mesmo quando a criança apresenta, em outros contextos, dificuldades de concentração, de demonstração entusiasmo em seguir uma orientação dada ou quando o novo se apresenta como algo perigoso (como espetar o dedo na agulha). Mas foi nesse desafio que a aula de bordado conquistou o grupo e proporcionou um momento mágico, onde o caminho da linha era traçado pela agulha, deixando marcas no tecido e uma bela sintonia de cores. Professora Lourdes